segunda-feira, 20 de abril de 2009

Um pouco de Ciência nas Geometrias Variáveis

A Sábado, e o Diário Insular, desta semana fazem eco de uma suposta descoberta científica que, pela sua dimensão incomensurável, é digna de apurada reflexão. Fernanda Durão, senhora de 62 anos da Sociedade de Geografia de Lisboa *, defende a possibilidade da Ilha Terceira ser a "ilha do ovo cósmico", terra natal dos primeiros faraós, baseando a sua afirmação em gravuras gigantes feitas com muros de pedra detectadas por imagens aéreas, em que é possível constatar diversas figuras com "significados sagrados", nomeadamente um "crocodilo do Nilo". A teoria defendida pela senhora é que após uma grande inundação, os antepassados dos faraós fugiram para o Egipto... Faz todo o sentido, naturalmente.




A imagem acima, excerto da Sábado, atesta que, realmente, esta descoberta pode "ser mais fantástica que as pirâmides". Naturalmente, e como qualquer descoberta científica, há que confirmar hipóteses, testando-as, recorrendo ao método científico. Nada que a senhora Teresa Durão não tenha previsto. Assim, "Fernanda Durão afirma que o grande teste à sua teoria surgirá quando investigadores procurarem debaixo do dorso do grifo" e descobrir o tesouro dos Hiperbóreos, onde está um templo inundado há muito, muito tempo... Tudo lógico, até aqui...

As Geometrias Variáveis, depois de uma apurada investigação, utilizando o mesmo método da senhora Fernanda Durão, ou seja o Google Earth, encontraram novos dados que permitem compreender melhor os ritos e hábitos destes antepassados de Tutankhámon... Efectivamente, foi possível encontrar provas inequívocas que:

- eram fãs de José Cid, ao ponto de desenharem uma figura gigante com o seu ídolo. Atente-se no olho de vidro que comprova o rigor da gravura gigante;



- que gostavam muito de canitos;



- que foram os verdadeiros inventores do futebol;


- que, nos seus hobbies preferidos, constavam os jogos de vídeo, como o Pacman;





- e que não sabiam as regras da Batalha Naval... Obviamente só se joga com um porta-aviões!

* Que nome estranho para dar a uma associação para pessoas com demência...

11 comentários:

Calado disse...

LOL!!!

Guilhim disse...

olha que chorar a rir numa segunda-feira de manhã não é fácil! mas tu conseguiste!

Filipe Fernandes disse...

Cara Guilhim, aqui na "ilha do ovo cósmico" somos capazes de tudo. Até de despertar o riso num qualquer taciturno início de semana. Penso que há até gravuras gigantes que provam isso. :)Beijos...

Manuela Cunha disse...

Tu e a Sr.ª Fernanda Durão andam a fumar umas coisas jeitosas... :)

Fartei-me de rir...principalmente com a "gravura" do José Cid :)

Beijinhos para a "ilha do ovo cósmico"

Psilipe disse...

Nela, só te digo que se esta senhora fuma alguma coisa... eu também quero!!! Beijos da ilha do ovo (estrelado) cósmico...

DePadua disse...

"...Em termos históricos, a cerveja era já conhecida pelos sumérios, egípcios e mesopotâmios, desde pelo menos 4 000 a.C. ..."

Pela quantidade de cerveja que se bebe nos açores, principalmente na ilha do ovo "escalfado" cosmico, acredito que sim, que o delirio dessa senhora, não faz sentido nenhum, mas que se ela tiver emborcado umas jolas a mais, ainda era capaz de ver as piramides ao largo do vulcão da serreta e uma esfinge na caldeira do Monte Brasil.


Volta Ramses, estas perdoado!...

Psilipe disse...

Caro DePadua, parece-me que o Ramsés estará a dar voltas no sarcófago com esta história toda... Ou então, quiçá, está a repousar junto do Elvis Presley no Porto dos Biscoitos! A Sr.ª Fernanda Durão já está a investifar essa hipótese...

Anónimo disse...

Tal tristeza c'má gente diz aqui na Terceira - Como é que uma quantidade de palhaços podem tentar troçar do nosso querido Ferreira Drumond e duma investigadora da Sociedade de Geografia de Lisboa, se calhar nem a quarta classe antiga teem.Que data de asnos.

Psilipe disse...

Caríssimo anónimo, esclareço que sou um palhaço com estudos... Faz toda a diferença, como é óbvio. Apesar de não ter a quarta classe antiga, tenho mais um ou outro ano de estudos. E posso afiançar-lhe que outros que o fazem têm uns anitos de estudo no lombo. Já agora, ninguém falou, aqui, naquilo que escreveu Ferreira Drumond. É que comparar o que tal historiador escreveu com aquilo que Fernanda Durão refere é comparar a obra prima com a prima do mestre de obras... E isso eu não faço, ao contrário de sua senhoria anónima. Por fim, goste da sua terra, como eu gosto, por aqui que ela é e não por invenções inenarráveis que, supostamente, a engrandecem. É por causa desta sua postura, e de outros que tal, que a Terceira perde. E muito...

Julius disse...

Será que se eu procurar via Google Earth consigo encontrar os meus óculos?? É que não sei deles...

psilipe disse...

Caro Julius, só se forem óculos egípcios...

Se forem de mergulho, lá para os lados do Clube Náutico!