terça-feira, 7 de julho de 2009

Para quando um lugar na Forbes?...

Parte do encanto da quasi-paternidade passa por uma parafernália de assuntos que têm que ser acautelados, para que a vida do rebento seja o melhor possível e para que a culpa, que a cultura judaico-cristã nos inculcou, não nos persiga até ao final dos nossos dias...

Segunda à tarde foi dia de visitas a creches... Transmito-vos um breve diálogo, que me augura um lugar na próxima lista de milionários da Forbes, relacionado com a definição do valor da mensalidade.

senhor administrativo de um local chamado "O Baloiço" - Trouxe a sua declaração de IRS?
jovem futuro pai - Sim, claro.

senhor administrativo de um local chamado "O Baloiço" - Já fiz as contas...
jovem futuro pai - E então?

senhor administrativo de um local chamado "O Baloiço" - Pois... pelas minhas contas os senhores estão no escalão máximo...
futuro pai - Mas nós não ganhamos assim tanto...

(Não gostei desta parte...)

futuro progenitor carregado de dúvidas e receios em relação a futuro - Então, se eu ganhasse dez mil euros por mês, pagaria a mesma mensalidade, certo?
senhor administrativo de um local chamado "O Baloiço" - Certo...

(Gostei ainda menos desta última parte)

música que começou a ecoar na cabeça do futuro pai: De pé, ó vítimas da fome!...

Sem comentários: