quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Espelho meu, espelho meu...

Tenho olhado muito para o espelho nos últimos tempos. Não me tem constado que me esteja a crescer uma lustrosa camada de pêlo, nem umas orelhas de dimensão considerável. Não tenho notado uma maior vontade de uivar nas noites de lua cheia. Continuo com uma relação saudável com as casas de banho, utilizando ambas as pernas como apoio para a efectivação de actos urinários... Se é mais que certo que não me estou a transformar num cão, porque raio é que parece que o último ano contou por sete?!

Sem comentários: