segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Já agora...

Depois da inusitada sugestão da Ministra da Educação em acabar com as retenções no sistema de ensino português, José Sócrates pondera acabar também com a maçada das eleições... Seria tão mais simples.

2 comentários:

Anónimo disse...

É melhor termos um país de ignorantes liderados por gente capaz e competente ou termos um país de falsos doutores liderados por tipos que nunca chumbaram?

O fiel leitor

psilipe disse...

Caríssimo fiel leitor, antes de mais destaco a coragem de se assumir como "fiel" leitor deste pasquim cibernético... Hoje em dia, em que tudo se sabe, é uma prova de coragem! ;)

Há dias a falar com um amigo, a questão que me surgiu é tão só esta... No dia em que deixar de existir reprovações deixa de existir o único exemplo de exigência, concreto e palpável, que muitos miúdos possuem na sua existência. Deixa de existir a única fonte de motivação (mesmo que baseada numa motivação extrínseca...) para um percurso de mudança ascensional, mesmo que os miúdos e famílias não percebam isso. E, pensando em agregados familiares menos organizados e menos presentes, em que as famílias abdicam do seu papel presente e educativo, sobrará muito pouco. E a Escola não ficará melhor e mais dificilmente concretizará a plenitude de objectivos que lhe deveriam estar subjacentes. É esquisito constatar isto.