quarta-feira, 23 de março de 2011

Porreiro, pá?!

Ou então, não!

Dei por mim, numa das minhas crónicas quasi-madrugadas sem sono que consomem os meus saturados neurónios, a concluir que todos os protestos da Geração à Rasca* (que acho que é a minha) pecaram pela falta de solidariedade com o nosso Primeiro Ministro, José Sócrates Pinto de Sousa...

É que, no fundo, o senhor está numa situação mais precária do que grande parte dos manifestantes à rasca... Vejamos... tecnicamente responde perante dez milhões de patrões (o que só pode dar dores de cabeça...), não tem vínculo estável ao País mesmo exercendo funções permanentes, é muito mal remunerado face à complexidade das suas funções (comparando com os seus subalternos gestores públicos...) e, no fundo, estudou arduamente na Universidade Independente para poder passar a ser mais uma vítima da precariedade do próprio País.

Passaremos a ter mais um rosto para a precariedade, já amanhã?!


* Ando a congeminar, desde o dia 5 de Março, um post sobre esta coisa da Geração à Rasca... Lá chegarei, quando as ideias se clarificarem...

4 comentários:

Guilhim disse...

Rapaz, sempre sou que eras um rapaz inteligente, mas este post está genial!

Solinhos disse...

Para quando artigos de opinião e colaborações jornalisticas?

Manuela Cunha disse...

BINGO!!

psilipe disse...

Guilhim: a gerência agradece os teus exageros e a tua simpatia...

Solinhos: as pessoas anseiam que os meus escritos não saiam daqui...

Manela: será que alguém ganhou?!... Who knows?