quarta-feira, 11 de maio de 2011

Visita ao Sanatório Infantil do Caramulo

O primeiro sanatório visitado, a fundo, foi o antigo Sanatório Infantil, construído no final da década de 30 que, em 1948, passou a designar-se Sanatório António Tapia, reputado tisiologista que foi director científico, e grande alma médica, da Estância entre 1937 e 1948, contribuindo, e muito, para o prestígio científico do Caramulo.

Foi criado para o tratamento e convalescença de crianças e jovens tuberculosos que tinham, devido às questões do contágio, que ser isoladas das suas famílias e comunidades, num terrível processo de despersonalização e desvinculação que deixou uma marca profunda em muitas crianças.

Abaixo uma foto com o aspecto original do Sanatório, por alturas da sua construção.


Agora, algumas fotos com o aspecto actual do Sanatório, propriedade do Estado Português. Encontra-se totalmente ao abandono, sendo possível visitá-lo, apesar de ser necessário cuidado devido as consequências da acção dos elementos. Consegue-se perceber, facilmente, que seria um edifício fantástico

A entrada...

Vista exterior...

Parque infantil...



Aspecto do interior do Sanatório...









Cadeira de repouso para as crianças, elemento importante na terapêutica. Era aqui que se processavam os períodos de "cura", em que os doentes nalgumas horas do dia se deitavam, em completo silêncio, aspirando os ares milagrosos do Caramulo. Eram tidas pelos seus fabricantes como mais eficazes que os medicamentos...Sim, já havia marketing na altura.

Sem comentários: