sexta-feira, 9 de março de 2012

Caleidoscópio urbano - IV


2 comentários:

Deka disse...

Estou sempre 'pregando' isso. Vi, esta semana, uma foto de uma ruela do Corpo Santo. Magnífica.

psilipe disse...

Deka: penso que, vivendo em Angra, um dos critérios para o diagnóstico de depressão deveria ser a incapacidade de, durante dois ou três dias, simplesmente olhar para um pormenor, uma ruela, uma paleta de cores ou para o mar... quando esquecemos, ignoramos a beleza estamos mesmo com a nossa bússola descalibrada. Por isso é que psilipe vai colocando aqui estes "post-its"! ;)