domingo, 6 de maio de 2012

Numa palavra...

...liderança. Tendemos, muito comummente, a confundir liderança com autoritarismo, quiçá ainda em ressaca de quase meia década de ditadura. Tendemos a confundir líderes com ditadores. Neste vídeo, que retrata a despedida de Pep Guardiola, treinador do FC Barcelona, constata-se a forma como todos os presentes saúdam o seu futuro ex-treinador e como no futebol moderno (como gostam de dizer os teóricos da bola de hoje) ainda é possível observar valores muito interessantes. Por fim, saudar a forma como o Barça é, riam-se se quiserem, tal como a Académica mais do que um simples clube de jogo da bola. É, Realmente, imenso.

2 comentários:

João Nunes disse...

Concordo com o meu ilustre amigo. E não entendo porque é que não se pode gostar do Mourinho, adorando o Guardiola... Estilos distintos. Guardiola, como jogador, sempre foi do meu agrado. Taticamente muito bom e com grande alma. Como treinador reinventou o futebol 11. Tática e filosoficamente. Um excelente líder.
Será que vamos ver um clube inglês a fazer o tiki-taka? Era giro!

psilipe disse...

Cheira-me que veremos o Chelsea a tiki-takar no próximo ano...