quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Continua a ser um mistério...

... como é que algumas pessoas não ficam encadeadas com o brilho que emana do lustro do seu próprio ego. E, por consequência, como é que, enredados nos seus confortáveis enviesamentos, não discriminam a subtil diferença entre a corajosa e assertiva frontalidade e a rude arrogância e o fácil relativismo moral.


Sem comentários: