terça-feira, 7 de agosto de 2012

O precipício...

O dilema entre assistir passivamente à caminhada consciente, desejada e sorridente de alguém que gostamos para o precipício e fazer qualquer coisa, por muito desajeitada que seja, para tentar impedi-la é por demais corrosivo.

Todos nós devemos ter o direito de nos espetarmos contra uma qualquer parede... E quem está de fora, quando gosta mesmo, tem a obrigação de impedir ou de respeitar a nossa autofágica opção?

Sem comentários: