sábado, 19 de janeiro de 2013

O que se aprendeu, hoje, sem a Mariana... - I

Que a distância, os momentos de afastamento da família começam a doer cada vez mais. Que o afastamento  daqueles de quem gostamos nos demonstra a nossa feliz condição de puzzles incompletos. Mesmo que doa.

Até amanhã.

Sem comentários: