segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Paranoid, not Android

Fugir aos instintos mais paranóides, quando passamos demasiado tempo em contextos paranóicos, é um desafio. 

Nem sempre se consegue. 

Nem sempre se consegue Centrar o pensamento nos firmes territórios da racionalidade. 

Ou isso, ou andei o dia todo com o período. Penso que será o primeiro cenário.

  

Sem comentários: