quarta-feira, 20 de março de 2013

As teias do relativismo

"teimoso" ou "perseverante".

É espectacular como as nossas características são vistas por outros, mesmo por aqueles que sempre nos elogiaram, de uma maneira tão diferente conforme o interesse casuístico. É, também, uma desilusão.

É espectacular como as pessoas confundem todos os papéis, e deixam de os confundir, consoante o mesmo propósito. É, também, uma desilusão.

O relativismo é fodido.

Sem comentários: