O que se aprendeu, hoje, com a Mariana... - LXXXVII

Hoje foi o dia seguinte à passagem de ano, muito bem passada em casa da C. e do J., tios de coração da Mariana.

Hoje foi o dia em que foi preciso recuperar da forma divertida e bem guarnecida de itens do foro alimentício e do domínio da produção de bebidas espirituosas, que permitiu que um punhado de pessoas tivessem dado um contributo generoso à indústria nacional. De nada, Centeno.

Em família, vimos o ET que estava gravado, à espera do dia ideal, na box do cabo.

                               

Em família, gostamos do ET. Os pais da Mariana apreciaram a sua emoção espontânea quando o alienígena voltou à vida, quando já se formava uma lágrima, veementemente negada, no canto do olho da Princesa.

Em família procurou-se discutir o filme.

Pai da Mariana - Gostaste do filme?

Mariana - Sim.

Pai da Mariana - Este filme, na tua opinião, é sobre quê, Mariana?

Mariana - Sobre amor.

Aprendeu-se, mais uma vez, que as pequenas Princesas estão atentas. 

Que percebem a linguagem do amor, na sua pureza e genuinidade.

Que a Princesa continua, do alto dos seus oito anos, a crescer bem. Por fora mas, acima de tudo, por dentro. Ali para o lado esquerdo do peito, em particular. 

Que, para além de dominar a pequena e a grande circulação do sistema circulatório, que já aprendeu no Estudo do Meio*, a pequena é entendida nas coisas do coração, aquele que, metaforicamente, nos permite sentir. 


* O que obrigou o seu pai a ir ler o livro para saber o que são...

Comentários

Mais lidos

Mais um lugar esquecido: uma universidade esquecida

Os sanatórios do Caramulo nos dias de hoje...

Grande Sanatório e Pavilhão de Cirurgia - Caramulo

Lugares esquecidos: Central Hidroeléctrica da Companhia do Papel do Prado (Casal do Ermio)

Um hospital moribundo na Cidade Património

XXVIII Meia Maratona dos Bravos: Missão comprida ou cumprida?

A fuga dos conquistadores do Jamor...

Inspiração para uma vida feliz

O que se aprendeu, hoje, com a Mariana... - LXXXIX