quarta-feira, 25 de abril de 2018

O que se aprendeu, hoje, com a Mariana... - XCIX

Que uma pequena de oito anos consegue dar lições a grande parte daqueles que nos representam na casa da democracia, mesmo sem saber o que é um subsídio de insularidade, uma ajuda de custo ou a diferença entre "morada habitual" e "morada exclusiva".

Que uma Princesa de oito anos consegue definir conceitos complicados melhor do que muitas pessoas experientes e experimentadas.

Que, no fundo, a Mariana podia ser Presidente do Governo Regional dos Açores uma porrada de anos.

Que uma resposta simples pode conter mais Abril do que um discurso complexo ou uma declaração aos jornalistas de um alto representante da Nação.

Pai de Mariana (farto de ouvir a palavra transparência na rádio e na televisão) - Mariana, o que quer dizer quando dizemos que uma coisa é transparente?

Mariana - Significa que podemos ver através dessa coisa. Ver o que está do outro lado.

Simples. Devia ser simples.

Pena é que, nos últimos tempos, tenhamos percebido que, ao contrário da definição cristalina da Mariana, tantos e tantas oscilam entre a opacidade da transparência e confusão entre transparência e invisibilidade. Aquilo que é transparente é visível. Tal como a chico-espertice.

Sem comentários: